• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Paróquias Diocese São Luis

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima – Araputanga


CNPJ: 03.192.499/0006-89

Data da Fundação: 1976-05-30

Endereço: Rua Carlos Luz, 672 - Cx. Postal 13 - AraputangaMT - 78.260-000

Telefone: (65) 3261-1167

Email: araputanga@diocesedecaceres.com.br



Pároco: Pe. Ermínio Celso Duca
Vigário: Pe. Celso Ferreira de Jesus

ORDEM DE SANTA CLARA, OSC
Ir. Maria Gabriela de Jesus Menino
Ir. Maria Beatriz da Immaculada Conceição
Ir. Maria Inês de Jesus Ressuscitado
Ir. Maria Francisca das Santas Chagas
Ir. Clara de Nossa Senhora de Nazaré
Ir. Verônica Giuliani da Rosa Mística


A história da Igreja Católica Apostólica Romana em Araputanga começa a partir de 1958 com a chegada dos primeiros moradores a essa região manifestando sua fé e expressando-a através de ações e orações comunitárias. Inicialmente a região recebeu o nome de Ribeirão das Pitas, depois Ituinópolis, Gleba Paixão e, finalmente, Araputanga (madeira de lei conhecida como mogno), muito comum na região.
Em 1960, foi celebrada a primeira missa pelo Pe. Humberto Penso ainda em residência familiar. Somente em 1965 teve início a construção da sua primeira igreja ainda de adobe. Devido o crescimento do número de fiéis, logo deu-se início à construção de uma nova igreja em honra a São José e Nossa Senhora de Fátima. Desde o início, a expressão da fé foi manifestada com grande intensidade por todos. Araputanga contou com a presença dos Freis Elias, Aimé Tourines e Enio Grenga. Dado às dificuldades de atendimento religioso local, somada à ausência de cartório, muitas cerimônias matrimoniais tinham que ser feitas em Porto Esperidião e Cáceres.
Em 1972, Pe. José Aleixo, a pedido do Bispo Dom Máximo, pregou uma pequena Missão em Araputanga e, como lembrança, levantou um cruzeiro em frente à Igreja São José, compondo até hoje o cenário da atual praça.
A cidade fortaleceu-se na fé com a chegada do Pe. Tiago Ghesa, que, residindo em Mirassol D’Oeste, atendia toda região, inclusive Araputanga. Foi através do Pe. Tiago Ghesa que Pe. Erminio Celso Ducca chegou a Araputanga, em outubro de 1974, sendo nomeado como vigário na pequena cidade.
Em decorrência do crescimento espiritual e da participação da comunidade, Pe. Celso trouxe para a cidade, em 1976, a Congregação das Irmãs Filhas de Nossa Senhora do Monte Calvário. Neste mesmo ano, foi criada e instalada a paróquia de Araputanga pelo então Bispo Dom Máximo Biènnés.
A partir de então, nasce o projeto de construção de uma nova Igreja Matriz em honra à Virgem de Fátima. O projeto foi elaborado e doado pelo arquiteto Júlio Gomes de Oliveira, ajudado pelo engenheiro Ludovico Brunetti, ambos de São Paulo.
Em 1982 chegou a imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, doada pelo Santuário Internacional de Fátima, em Portugal. A Consagração da Nova Matriz e a declaração oficial como Santuário Mariano Diocesano de Cáceres, acontece em maio de 1984. Desta forma, o dia 13 de maio foi considerado feriado municipal em honra à Padroeira de Araputanga Nossa Senhora do Rosário de Fátima, pela Lei n° 170/93.
Na década de noventa, a Evangelização teve grande incentivo com a presença dos padres Redentoristas.
Em sua rica história, a paróquia de Araputanga presenciou a ordenação de vários sacerdotes, dentre os quais José Maria Basílio e Hilário Mendes Ribeiro feita pelo Bispo Dom Máximo Biènnés no ano de 1991 e Evandro Stefanello, em 2003.
Em parceria da Igreja com o Poder Público Municipal, muitas obras foram realizadas para o bem social e crescimento da cidade tais como: monumento em honra à Nossa Senhora de Fátima, na saída para São José dos Quatro Marcos, e um outro em honra a Nosso Senhor Jesus Cristo na saída de Indiavaí.
Esta parceria entre a Igreja e o setor público muito ajudou no crescimento da cidade e impulsionou outras obras de cunho social como a criação da Coopnoroeste; a Escola Católica Pe. José de Anchieta; a Rádio Difusora Arco-Iris; a FCARP- Faculdade Católica Rainha da Paz e a Gráfica OSCA, como auxílio à evangelização.
Em termos de crescimento espiritual, a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima desenvolveu muito e conta atualmente com muitas pastorais e movimentos, tendo como objetivo primeiro evangelizar a todos na fé cristã. Além dos Movimentos e Pastorais, a Paróquia de Araputanga está organizada em 43 comunidades entre rurais e urbanas, devidamente distribuídas por setores, facilitando os encontros mensais para atualização e partilha dos assuntos necessários para o andamento das mesmas.
A igreja Católica tem como fundamento Jesus Cristo “Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo.” (I Corínthios 3,11) e é com essa certeza que sacerdotes e fiéis continuam o trabalho de evangelização em Araputanga, formando cristãos mais conscientes e anunciadores da Palavra, sempre com a intercessão e proteção de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.