• 1.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • pe2.png



Notícias Diocese São Luis

As Devoções Populares


As Devoções e Religiosidade Popular na Liturgia

As devoções e a religiosidade popular, fizeram certamente, durante séculos, muito bem ao povo cristão. Nesse sentido observamos que em algumas vezes, o que começou como devoção popular integrou-se mais tarde, na celebração litúrgica. A relação entre devoções, religiosidade popular e liturgia nem sempre foi harmoniosa, às vezes, pela divergência na interpretação da liturgia, que impedia a expressão da fé do povo, e outras, pela sensibilidade menos comunitária e litúrgica de alguma época.

Durante o mês de junho celebramos e comemoramos as tradicionais festividades juninas de Santo Antônio, São João e São Pedro. A esse respeito quero resgatar o conteúdo principal dessas celebrações que, para além do sentido cultural, possuem uma importância para a vida espiritual dos fiéis.

Santo Antônio, na religiosidade popular é visto como santo casamenteiro ou como santo do pãozinho milagroso. Dedicou sua vida, primeiramente, como monge franciscano, exercendo o ministério da Palavra.  Seu exemplo de vida se espalhou ainda em vida, levando muitos a conversão. Hoje nos resta, redescobrir a figura deste Santo Doutor da Igreja e apresentá-lo como modelo de vida cristã, para que muitos homens e mulheres se consagrem ao estudo, a pregação, a caridade e a catequese dos povos.

A natividade São João Batista é considerada um dia muito festivo, pois nele se acende a fogueira, simbolizando o nascimento do precursor do Messias. Essa data está intimamente ligada ao nascimento de Jesus. Por isso nossas comunidades podem, então, perceber, a missão profética a qual é chamada e a radicalidade do compromisso com o plano de Deus.

A festa de São Pedro é conhecida popularmente como dia de bênção das chaves. Também dia de reconhecer a atuação do Projeto de Deus nos dois pilares da Igreja: São Pedro e São Paulo. Ambos anunciaram com a vida e a morte o Evangelho do Reino, edificando e expandindo a comunidade.

Junho é um mês recheado de devoções populares, mas sem perder o conteúdo histórico e cultural dessas festas, é urgente redescobrir o verdadeiro sentido de tais dias. “É preciso instruir os fiéis sobre a ligação que há entre as festas dos santos e a celebração do Mistério de Cristo. Com efeito, as festas de santos, reconduzidas à sua íntima razão de ser, trazem à luz as realizações do desígnio salvífico de Deus” (Diretório sobre a Piedade Popular, 229).

 Que Santo Antônio, São João e São Pedro nos ajudem a reconhecer a presença atuante do Mistério do Senhor em nossas vidas.

 

Jovelina França e Celestiano

Pastoral Litúrgica Diocesana